[Resenha] Série Os 13 Porquês — 13 Reasons Why

Oioi gente!

Essa é a primeira resenha de série que faço no blog e espero que leiam, porque é muito importante.

No dia 31 de março a Netflix lançou a série 13 Reasons Why, inspirada no livro Os 13 Porquês, do autor Jay Asher. Eu li várias resenhas, no entanto sabia que me sentiria muito mal se fizesse a leitura, mas quando surgiu a série e meu Facebook ficou inundado de publicações à respeito dela, soube que precisava assistir pelo menos o primeiro episódio.

13-reasons-why-posterUma caixa de sapatos é enviada para Clay (Dylan Minnette) por Hannah (Katheriine Langford), sua amiga e paixão platônica secreta de escola. O jovem se surpreende ao ver o remetente, pois Hannah fora acabou de se suicidar. Dentro da caixa, há várias fitas cassete, onde a jovem lista os 13 motivos que a levaram a interromper sua vida – além de instruções para elas serem passadas entre os demais envolvidos.

 

São treze episódios, treze porquês, treze pessoas que poderiam ter feito algo diferente e mudado a história.

A história começa quando Clay Jensen encontra uma caixa de sapatos na porta da sua casa com 13 fitas cassetes dentro. Quem teria mandado aquilo? A resposta veio a seguir: Hannah Baker, sua paixão platônica do colégio. A garota que tinha se suicidado.

Oi. É a Hannah. Hannah Baker. Não precisa ajustar… Seja lá que aparelho em que você está ouvindo. Sou eu, ao vivo e em estéreo. Sem próximas datas, sem bis, e dessa vez, não aceitando pedidos. Pegue um lanche, fique confortável. Porque eu vou te contar a história da minha vida. Mais especificamente, como a minha vida acabou. E se você está ouvindo essa fita… Você é um dos porquês.

Nas fitas, Hannah conta os 13 porquês de ter tirado a própria vida. A cada gravação um nome é citado, e essa pessoa deverá ser a próxima a recebê-las. Se por um acaso seu desejo não fosse cumprido, alguém que possui uma cópia das fitas, as tornariam públicas.

17457855_1447537191964664_5613889666973068429_n

Os acontecimentos que levaram Hannah a se suicidar compreende o que chamamos de “Efeito Borboleta”, pequenas ações que podem criar grandes mudanças (sejam elas boas ou ruins). É muito importante que vocês assistam a série livre de preconceitos, porque vi muita gente ignorante julgando a protagonista por sua atitude.

Ninguém sabe o que realmente acontece na vida de outra pessoa. E você nunca sabe como o que faz vai afetar outra pessoa.

Foram coisas consideradas “bobas”. “Ah, é só zoação”. O nome dessa “zoação” é bullying e ninguém tem que passar por isso. Ninguém precisa se acostumar a ser humilhado, achando que isso o fará forte. Não! Merecemos ser respeitados, sempre.

13 Reasons Why se tornou um sucesso assim que foi lançado. Mas por quê tudo isso? Porque é real. Todos os temas abordados, como bullying, cyberbullying, a banalização do suicídio, culpabilização da vítima e famílias desestruturadas é o que vemos no mundo real.

983895_1450088511709532_5859425801911150831_n

É sempre mais fácil culpar a vítima do que enfrentar a verdadeira realidade: somos, muitas vezes, monstros que não se preocupam com o próximo, que camuflamos frases preconceituosas e comentários maldosos com um “foi só brincadeira”.

17626282_1449714928413557_8148633332663615780_n

Os episódios são bem fortes. Me senti como o Clay, que demorou séculos para escutar meia hora de fitas. Elas são muito intensas e eu precisava fazer intervalos para digerir tudo que estava acontecendo.

Quando temos os fatos jogados dessa forma e enxergamos o ponto de vista e o sofrimento do outro, tudo fica mais fácil. Mas o mundo real não é assim. Estão todos revestidos, escondendo a própria dor. Não sejam porquês, vocês podem ajudar a mudar o mundo.

Um aspecto que achei muito interessante na série, é que ela mostra a vida e os problemas enfrentados por cada um dos adolescentes citados. Muitos opressores já foram vítimas e usam a dor do outro para esconder a própria. Isso não os inseta da responsabilidade, mas ajuda a compreender que todos nós temos problemas, e o que nos diferencia é a forma que lidamos com eles.

Precisamos falar sobre bullying nas escolas, e precisamos mais ainda que os pais se conscientizem e criem seus filhos sabendo respeitar o próximo. Não adianta assistir 13 Reasons Why, postar frases de efeito nas redes sociais e criticar o coleguinha que está acima do peso, ou vazar fotos intimas da ex-namorada.

Não sejam porquês, ajudem a fazer a diferença.

17757242_1450532798331770_1268294550207602150_n

~Duda Almeida

Anúncios

3 comentários sobre “[Resenha] Série Os 13 Porquês — 13 Reasons Why

  1. Pingback: Minhas Séries Favoritas | Aspas & Vírgula

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s