Personagens literárias que empoderam as mulheres

Oioi gente!

Hoje é o dia internacional da mulher e embora eu considere a data muito importante, passo muita raiva com a hipocrisia das pessoas. Só um dia por ano que merecemos ser respeitadas? Ganhar flores anula todas as atitudes babaca do namorado/marido/ficante?

É uma data para reflexão, afinal, dia da mulher é todo o dia, mas hoje em especial precisamos parar tudo que estamos fazendo, temos que colocar a mão na consciência e deixar de ser hipócritas. É horrível sair na rua e ter medo de ser estuprada, de sair do curso cansada e ser assediada ou, pior ainda, ir lutar pelos nossos direitos e denunciar esses atos, tendo policiais nos olhando torto, culpando a vítima.

Dia da mulher é todo o dia, então, por favor, se for para nos parabenizar só hoje, mandar flores sem nenhum significado, não faça, deixe o dia passar batido, finja que não viu, mas não finja que se importa.

Ufa!

Depois desse pequeno desabafo, vamos ao tema que me trouxe aqui. Citei as três personagens literárias empoderadas e que me deixam cheia de orgulho:

1° D.D Warren:

D.D Warren, uma detetive competente e esforçada que lidera uma equipe de investigadores, passando noites acordada na tentativa de resolver seus casos. D.D. é determinada e esforçada, tem garra. Ela não é muito homem, é muito mulher.

2° Lydia Grenville:

Mocinha de época não é sinônimo de fraqueza. Lydia, uma jornalista londrina, não tinha medo de publicar suas matérias. Destemida, de olhar fugaz e com um caráter nobre, Lydia prova que lugar de mulher é onde ela quiser.

3° Elizabeth Bennet:

Escrito em 1797, Jane Austen ainda influência nossa geração. Sua protagonista, a famosa Elizabeth Bennet, é uma moça de fibra, que não abre mão de seus ideias e que mostra ao mundo quem verdadeiramente é. Acreditar no amor não é sinônimo de fraqueza, mas aceitar alguém que não se esforça para te agradar mesmo com todos os seus defeitos é burrice.

Lizzie amava ler, fazer longas caminhadas para refletir e amava a família que tinha, por isso, aceitar alguém que não a amasse do jeito que era não estava em seus planos.

Não vou dizer que aprendi com elas todas essas coisas, mas essas protagonistas me ajudaram a compreender o que já sabia: que somos incríveis e podemos qualquer coisa, porque ser mulher é ter garra, determinação e muita coragem.

Feliz dia da mulher para nós

~Duda Almeida

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s