Tag: Dias da Semana em Livros

Oioi gente!

Para finalizar o mês de fevereiro, resolvi responder essa TAG que vi no blog Beco Literário. Dias da semana em livros? Bem, vamos ver no que isso vai dar.

Domingo: Um livro que você não quer que termine ou não quis que terminasse.

Com toda certeza foi O Último Olimpiano, Rick Riordan. Desde que li o primeiro livro da saga Percy Jackson e os Olimpianos que eu me apaixonei. Gostei dos personagens e do enredo. Sou fã de carteirinha do Tio Rick.

o-ultimo-olimpiano

Segunda – Um livro que você tem preguiça de começar.

O Orfanato da Srta Peregrine Para Crianças Peculiares, Ransom Riggs. Faz um tempinho que tenho ele na estante e falta animação para começar a leitura. Parece ser muito bom, a edição está maravilhosa, mas é aquela coisa: o problema não é com o livro, é comigo.

capa-o-orfanato-da-srta-peregrine-para-criancas-peculiares-332x479

Terça – Um livro que você empurrou com a barriga ou leu por obrigação.

Ainda falando de Percy Jackson, o livro que empurrei com a barriga foi O Herói Perdido. Quando terminei a primeira saga fiquei louca para começar a outra, mas a leitura do primeiro livro foi maçante. As letras da edição econômica não ajudavam muito e a constante troca dos pontos de vista me deixou um pouco decepcionada. Entretanto, depois que me acostumei à leitura dos outros livros fluiu naturalmente. Tio Rick, pode ficar tranquilo que eu não guardo ressentimentos.

hdo-1

Quarta – Um livro que você deixou pela metade ou está lendo no momento.

O Chamado do Cuco. Como estou no início não posso comentar muito. A leitura está me surpreendendo, gosto dos personagens, mas preciso ir mais adiante até decidir o que sinto em relação ao livro. E para quem vive na lua e ainda não sabe, Robert Galbraith é um pseudônimo de J.K. Rowling. Isso mesmo, já podem ficar todos eufóricos, essa mulher é sensacional.

download

Quinta – O livro de quinta. Um livro que você não recomenda.

É meio repetitivo, me desculpem, esse foi o único livro que minha frustração rompeu barreiras. Então, o livro que não recomendo para ninguém, ninguém mesmo, é Fallen, Lauren Kate.

fallen_1278216300b

Sexta – Um livro que você quer que chegue logo (lançamento ou compra).

Bem, no momento estou sem dinheiro nenhum, por isso (infelizmente) não estou esperando nenhum livro. Porém, estou louca para comprar o box Smythe-Smith. Quem acompanha o blog sabe que eu amo os livros da Julia Quinn e vamos combinar, né? O box está incrível, não tenho nem palavras.

julia-quinn

Sábado – Um livro que você quis começar novamente assim que ele terminou.

De Repente, Nichole Chase. Gosto bastante de livros em que a menina se descobre membro da realeza. Não é algo que leio sempre, no entanto esse tipo de livro me ajuda a sair da ressaca literária. O romance de De Repente é fofo e tem aquela protagonista bem decidida e que sabe o que quer. Sempre que fico na bad por alguma leitura, já sei a que livro recorrer.

download

Espero que vocês tentam gostado da TAG, porque eu amei ela. Eu sei que muitos de vocês leram os dias da semana e já pensaram em qual livro escolher, então compartilhem comigo nos comentários.

~Duda Almeida

[Parceria] L.A. Melo

Oioi gente!

Hoje é o último dia da semana, mesmo assim não posso ficar parada e por isso vim divulgar mais uma parceria.

Seja muito bem-vindo ao Aspas & Vírgula, Lucas!

16976949_1241417165940501_1055476660_n

Lucas de Andrade Melo, é um jovem de 18 anos que assina suas obras com o pseudônimo L.A. Melo. Lucas é morador do Rio de Janeiro e além de aquariano, é escritor. Já publicou seu primeiro livro intitulado “Antes Que o Tempo Acabe” e sua outra paixão além da leitura e a escrita, sem dúvidas é o cinema. Mesmo já tendo escrito três livros, ainda tem muitas histórias para contar.

 

 

 

Sobre os livros:

Antes Que o Tempo Acabe

af01f0_0d293439295448059696be117d1f2a52-mv2_d_1890_2717_s_2Claire Withley, uma eximia nadadora, tem uma vida aparentemente perfeita e está prestes a subir mais um degrau em sua vida profissional quando uma terrível doença cruza o seu caminho. Com a estimativa de oito meses de vida, sem seu namorado e com os laços da família se corroendo, ela terá apenas a companhia de Lisa e Albert Louis “Alo” Watson, um misterioso estudante de psicologia que a conhece por intermédio de duas perguntas: Claire viverá o tempo que lhe resta em forma de grandes aventuras ou abdicará de seus direitos se entregando totalmente para dor? Ela terá que conhecer a si mesma para responder as duas perguntas que lhe assombram, antes que o tempo acabe.

Young EditorialSkoobFanpage – Trailer Book

Fiquei apaixonada pela capa do livro, entrou para os meus queridinhos de 2017.

Espero que vocês tenham gostado da premissa da obra, porque logo sai a resenha.

~Duda Almeida

[Resenha] O Príncipe dos Canalhas — Loretta Chase

Oioi gente! Como vocês estão? Espero que bem.

Ainda estou me organizando para postar resenhas toda sexta-feira e estou obtendo sucesso.

capaSebastian Ballister é o grande e perigoso marquês de Dain, conhecido como lorde Belzebu: um homem com quem nenhuma dama respeitável deseja qualquer tipo de compromisso. Rejeitado pelo pai e humilhado pelos colegas de escola, ele nunca fez sucesso com as mulheres. E, a bem da verdade, está determinado a continuar desfrutando de sua vida depravada e pecadora, livre dos olhares traiçoeiros da conservadora sociedade parisiense. Até que um dia ele conhece Jessica Trent…

Acostumado à repulsa das pessoas, Dain fica confuso ao deparar com aquela mulher tão independente e segura de si. Recém-chegada a Paris, sua única intenção é resgatar o irmão Bertie da má influência do arrogante lorde Belzebu.

Liberal para sua época, Jessica não se deixa abater por escândalos e pelos tabus impostos pela sociedade – muito menos pela ameaça do diabo em pessoa. O que nenhum dos dois poderia imaginar é que esse encontro seria capaz de despertar em Dain sentimentos há muito esquecidos. Tampouco que a inteligência e a virilidade dele pudessem desviar Jessica de seu caminho.

Agora, com ambas as reputações na boca dos fofoqueiros e nas mãos dos apostadores, os dois começam um jogo de gato e rato recheado de intrigas, equívocos, armadilhas, paixões e desejos ardentes.

Editora: Arqueiro     Páginas: 288     Ano: 2015     Autor: Loretta Chase

Submarino     Saraiva     Arqueiro

Esse foi o livro que despertou meu amor por romances de época, então é com muita satisfação que trago essa resenha para vocês.

O Clube dos Canalhas da Loretta Chase tem livros maravilhosos, e como não poderia deixar de ser, o primeiro deles faz jus a fama da autora como uma das maiores romancistas.

O Príncipe dos Canalhas traz Sebastian Ballister, o garotinho que foi rejeitado pelo pai, mas que superou todas as dificuldades e fez do negócio falido da família um império.

O diferencial desse livro é que ao contrário das beldades dos libertinos em inúmeros romances de época, lorde Belzebu é feio, ou, melhor dizendo, tem uma aparência um tanto exótica.

[…] era uma coisa verde e enrugada com grandes olhos negros, braços
e pernas desproporcionais e um nariz grosseiro e exagerado. E chorava a plenos pulmões, sem parar.

Após crescer com a rejeição do pai e sofrer anos com a humilhação dos colegas de escola, Sebastian se torna um homem duro, camuflando seus traumas com uma vida pecadora, fazendo jus a fama de canalha.

Nesse livro, de um lado temos lorde Belzebu e toda sua imponência exótica e do outro temos a Srta Jéssica Trent, uma femme fatale, disposta a tudo para livrar seu irmão das garras do marquês.

Jéssica foi chamada a Paris para livrar seu irmão, Sir Bertram Trent, do marquês que o estava levando a falência. Bertram, que mal possuía meio cérebro, exaltava Dain de todas as formas, fazendo de tudo para acompanhá-lo em apostas, corridas e jogos do qual ele não tinha inteligência suficiente para ganhar ou dinheiro para bancar suas extravagâncias.

Jess tem aquele diferencial que muda toda a história. Ela é bonita e, acima de tudo, independente. Com 27 anos não pensa em se casar, tem o sonho de abrir seu negocio e viver independentemente. E isso, junto com sua língua afiada e o temperamento forte, são cruciais quando ela se encontra pela primeira vez com Dain. O marquês que está sempre acostumado a ter todos fazendo sua vontade custe o que custar, sente aquela pontada no orgulho por ser desafiado e intimidado por uma mulher. Quem Jéssica pensava que era? Dain era lorde Belzebu, o canalha temido de toda Paris, que despertava medo e repulsa por todos. Menos por ela.

Dain não tinha certeza do que era exatamente, mas não duvidava de que havia mesmo algo de errado com ela. Ele era Belzebu em pessoa, não era? Ela devia ter desmaiado ou recuado horrorizada, pelo menos. Mas ela o olhara com uma altivez sólida como o bronze, e pareceu, por um momento, que aquela criatura na verdade estava flertando com ele.

Dain fica espantado com todo aquele alvoroço e determinação em forma de mulher e está disposto a tudo para fazê-la temê-lo. E já que não consegue atingi-la diretamente, está disposto a fazer o jogo sujo de atingi-la por meio de Bertram, afundando-o ainda mais no meio libertino e cheio de pecados em que o marquês está acostumado.

Okay, vou admitir: essa coisa de usar o irmão nem um pouco inteligente da Jéssica para afetá-la me deixou bem chateada, querendo entrar no livro e tirar satisfações com Dain. Desde o início gostei de Bertram, ele não tem nem dois neurônios e tenta parecer inteligente para agradar o marquês. Me lembrou muito aqueles cachorrinhos tentando agradar o dono, e por isso me bateu um raivinha que superei ao longo da leitura.

Considere-se perdoado, Sebastian. Só não faça de novo.

É extremamente divertido e ouso dizer até encantador, as cenas em que Lorde Dain e Jéssica se confrontam frente à frente. Dain tem todo o dinheiro e má reputação à seu favor, enquanto Jess precisa usar de suas artimanhas de manipulação e jogo de cintura para não perder o controle e avançar na direção do marquês. Será que ao invés de bater em Dain, Jess sucumbiria ao canalha e lhe beijaria? Essa é uma dúvida constante na mente da moça. Tanto a aparência quanto as atitudes de Dain deveriam afastá-la, mas só servem para aguçar sua curiosidade.

— Permita-me deixar tudo bem claro, como a ameaça que a senhorita mesma fez. – Ele se inclinou. – Posso destruir sua reputação em menos de trinta segundos. Em três minutos, posso reduzi-la a pó. Nós dois sabemos que, sendo quem sou, não preciso me esforçar muito. A senhorita já se tornou alvo de especulações somente por ter sido vista em minha companhia. – Ele fez uma breve pausa para que ela absorvesse aquelas palavras.

— E, se eu não aceitar, vai tentar destruir a minha reputação – retrucou ela, concluindo o raciocínio.

— Não será uma tentativa – refutou ele.

Ela se sentou de maneira bastante ereta na cadeira e cruzou as mãos delicadas e enluvadas sobre a mesa.

— Pois eu gostaria de vê-lo tentar – declarou ela.

O romance tem aquela pitada de A Bela e a Fera que conquistou ainda mais meu respeito pela autora. É difícil descrever todas as surpresas e cenas que deixarão vocês de queixo caído sem dar um spoiler. São essas cenas que mudam todo o contexto e desenrolam o livro.

Quanto ao amadurecimento dos personagens, ele é feito de forma bem sutil, principalmente o de Dain. Jéssica mostra sentimentos até então desconhecidos para ele. Ela se importa com o marquês e isso é o que mais o assusta.

Para quem gosta de romance de época este é o livro certo, ele tem aquela pitada na medida certa de comédia e com personagens cativantes. É impossível não se apaixonar.

Espero que vocês tenham gostado!

~Duda Almeida

[Parceria] Judie Castilho

Oioi gente!

Olha quem voltou com mais uma parceria? Eu já comentei que essa semana teria vários posts assim. Estou louca para terminar de anunciar as parcerias e partir para aquela parte linda e cheirosa onde posto a resenha de todos os livros. Espero que estejam tão ansiosos quanto eu.

A autora da vez é a Judie Castilho. Seja muito bem-vinda Judie!

foto-minha

JUDIE CASTILHO viveu a infância na pequena cidade de Cambuci, no interior do estado do Rio de Janeiro. Na adolescência, mudou-se para Niterói, região metropolitana do Rio, cidade onde passou a maior parte de sua vida, casou-se e teve seu filho, Nícolas.

Desde criança, sempre gostou de fantasias e passava longos períodos criando e desenvolvendo em sua mente histórias das mais diversas, com mundos fantásticos e seres imaginários. 

Há alguns anos, uma destas histórias começou a visitar seu imaginário com uma frequência bem maior que o normal. Quanto mais ela tentava resistir a ela, mais e mais ela insistia em visitá-la.  

Tanto ela insistiu que Judie desistiu de resistir, e pôs-se a escrevê-la. E assim nasceu ‘O BEIJO DA MORTE” o primeiro livro da saga ‘SOB A LUZ DAS GALÁXIAS’. 

O livro O BEIJO DA MORTE foi lançado em dezembro pela Chiado Editora. 

O segundo livro da saga, “À SOMBRA DO PERIGO” também já está disponível na Amazon, e o terceiro estará disponível em breve.

Facebook Amazon

Sobre os livros:

O Beijo da Morte – Sob a Luz das Galáxias – Livro 1

fullsizerender-5

Quando a paz no universo está ameaçada, um amor impossível pode se tornar uma poderosa arma nas mãos inimigas.                                                                

Haysla e sua amiga, Violyt, estão iniciando uma nova fase em suas vidas. 

Depois de passarem muitos anos na Terra, enfim chegou o dia pelo qual elas tanto esperaram! Elas estão completando 17 anos e ingressando na Academia Frantila, a escola mais prestigiada e disputada do universo.  

Mas as coisas não serão fáceis para elas…

A União Universal e seus 16 planetas aliados acreditam estar cada vez mais unidos e poderosos. Porém, uma grande conspiração intergaláctica está se formando. Seus planetas inimigos não querem mais viver à margem do universo. Eles estão em busca de poder e de um elixir que lhes garanta uma longa vida. 

Para complicar ainda mais as coisas, Haysla está vivendo um peculiar triângulo amoroso. 

De um lado, um amor leve, divertido, tranquilo… Possível.

De outro lado, um amor ardente, avassalador, compulsivo… Mas impossível.

E para viver este amor, Haysla não temerá consequências, e pode colocar todo o universo em sérios apuros.

Livraria da TravessaLivraria Cultura – Amazon Skoob Fanpage

À Sombra do Perigo – Sob a Luz das Galáxias – Livro 2

51t1e9swnflQuando a paz no universo está ameaçada, um amor impossível pode se tornar uma poderosa arma nas mãos inimigas.

Um novo período está começando e, junto com ele, uma nova era se inicia…
Frantila está infestada de gafanhotos.
E agora que eles encontraram uma forma de atingir o poderoso presidente da
União Universal, o inimigo pode surgir a qualquer momento, vindo de qualquer lugar.

Mas…
Ser caçada pelos inimigos de seu pai não é a maior ameaça à vida de Haysla.
Ela e Benjamin estão perigosamente mais próximos.
Seus corações, devastados pelo amor.
Seus corpos, dilacerados pelo desejo.
E quando a paixão ultrapassa o limite da sanidade…
os olhos do homem amado podem refletir sua própria morte.

Só há uma rota de fuga possível para esta cruel emboscada do destino… e Haysla sabe disso. Só o amor de Keynel pode salvá-la.

Haysla está vivendo à sombra do perigo, à sombra da morte…
Mas seriam o medo e a morte capazes de fazê-la desistir de seu grande amor?
Existiria algo no universo capaz de fazê-la desistir de seu grande amor?

Amazon Skoob Fanpage

~Duda Almeida

{Projeto Cartas} Janeiro

Oioi gente!

Depois de muita demora, finalmente postarei a carta de Janeiro, do projeto 12 Cartas em 12 Meses. Foi muito divertido e difícil de fazê-lo. O que escrever para eu mesma no passado? Pode parecer uma tarefa fácil, mas não é.

Acabei fugindo um pouquinho do tema proposto, acho que acabei levando a carta ao sentido literal. Era para ser uma reflexão do eu passado. Mas gostei do resultado e, como disse anteriormente, foi muito difícil, por isso não vou reescrevê-la mais uma vez das milhões de vezes que fiz isso.

janeiro

20 de fevereiro de 2017

Querida Duda,

Não precisa ficar assustada, nem sair contando para todo mundo que recebeu uma carta de uma estranha, porque na verdade não sou nenhuma estranha.

Sou você, no futuro, daqui dez longos anos (e é só por isso que a senhorita pode falar comigo, ouviu mocinha? Os demais estranhos é melhor evitar). É muito bom poder escrever esta carta. Escrevo para dizer que não deve se preocupar com o futuro, muitas coisas irão acontecer, nós duas mudaremos, mas vamos fazer isso juntas e no final nos tornaremos alguém que temos orgulho.

Por isso aproveite sua infância e não mude de forma alguma (só, veja bem, não deixe seu irmão caçula subir numa cadeira sozinho, vai dar muito errado e a culpa será sua. É errado interferir no passado, porém, isso evitará uma bronca daquelas e semanas se sentindo culpada). Sei que muita gente costuma falar isso, mas não desista de seus sonhos, e por ser a futura você, mereço alguma credibilidade quando falo isso. Continue escrevendo, somos ótimas nisso e vê se tenta ser um pouquinho mais organizada, é horrível arrumar nossa bagunça.

As coisas agora estão ótimas, você está feliz e logo seu irmãozinho irá nascer. O nome dele vai ser Mateus, mas disso você já sabe. Provavelmente as coisas ficarão mais difíceis, você vai amá-lo, claro, mas também vai se sentir sozinha. Não fique assim, a mamãe ama vocês três (é, o Igor também, embora ele pegue suas coisas escondido).

Tente ser mais compreensiva, querer tudo e não saber ouvir “não” é muito feio, principalmente como a mais velha, seus irmãos a terão como exemplo (um exemplo meio maluco e que distribui patadas por aí, mas isso são apenas detalhes).

Continue sendo você mesma. Não ligue para a opinião dos outros, eles geralmente estão errados. E, por favorzinho, pare de afastar todos os garotos. Temos seis anos agora (logo faremos sete) e sei que a senhorita desprezou os sentimentos do seu coleguinha de escola. Podíamos ser mais sensíveis com os sentimentos dos outros, sabia? É bom treinar desde nova, ou isso se tornará um desastre futuramente. Agora pode parecer bobeira, mas precisamos arrumar um namorado algum dia e parar de corrigir todos os erros ortográficos dos caras que gostam da gente.

Sabe aquela parte de não interferir no passado? Não sou muito boa nisso. Li e reescrevi a carta milhares de vezes. Acho que gosto tanto de dar spoilers que estou fazendo isso com minha própria vida, meu Deus!

Enfim, como não quero falar mais nada comprometedor e sei que se continuar escrevendo provavelmente farei isso, vou encerrar nosso pequeno e estranho diálogo aqui. Como nunca fomos boas com despedidas, não fique decepcionada por esta ser tão ruim.

Beijos da futura você (ainda não acredito que escrevi essa despedida horrorosa)!

Obs: Não conte para a mamãe, ela vai surtar se souber.

Obss: Não conte para o Igor, ele está naquela fase “fofoqueirozinho”.

Obsss: Não guarde debaixo da cama, a mamãe já descobriu nossos doces escondidos e provavelmente irá encontrar esta carta se você a deixar lá.

~Duda Almeida